Páginas

Postagens populares

domingo, 26 de julho de 2009

Tempo perdido


    Diálogo entre um sistemático cientista e um maleável filósofo sobre o mundo e o homem:




    • O cientista:


    Nós somos a verdade, temos sempre apoio da força para descobrir o que inventar para patentearmos como lógico.





    • O filósofo:


    Com tudo, você me diz que a ciência é a única verdade?





    • O cientista:


    Perfeitamente caro amigo.





    • O filósofo:


    E a filosofia que desde muito tempo, busca o sentido de tudo e da razão humana? onde nós nos encaixamos?





    • O cientista:


    A filosofia morreu, assim como Deus. As sociedades apoiadas pela ciência não precisa mais de Deus e pensadores.A ciência é o conhecimento dos fatos.





    • O filósofo:


    Então, explica-me, a origem do mundo, de onde viemos, quem somos e para onde iremos? tira de mim essas dúvidas que tanto eu questiono e não consigo chegar a um consenso definido.





    • O cientista:


    Dentro de muito em breve, conseguiremos responder a essas e as demais perguntas que se possa existir no mundo. A ciência está em estágio de desenvolvimento.





    • O filósofo:


    Caro companheiro não te enganes quanto a essas perguntas, nunca encontraremos respostas para esses questionamentos.





    • O cientista:


    não sabes o que dizes tolo. Tudo na vida possui um princípio, meio e fim. Um dia acharemos respostas para essas perguntas. quanta a ti, te digo, pare com essas bobagens de filosofar e torna-te meu colega e vamos desvendar todos os enigmas do mundo.





    • O filósofo:


    Senhor, a filosofia é o conhecimento subjetivo de todas as coisas que não tem uma resposta exata. A filosofia busca respostas para desvendar verdades que ainda não estão maduras para serem resolvidas pela ciência.





    • O cientista:


    Nós temos apoio da elíte dominante. Trabalhamos para ela e nunca mais perderemos nosso estatus na sociedade. Essa é uma nova era. A era da força, do poder e da homogeinização. Tudo é explicado pela ciência. Tudo respira ciência. Somos a lei.





    • O filósofo:



    Assim como dizia o poeta; é tudo ouro de tolo, nada é real, a ciência aliada a tecnologia e a política busca alienar a população mundial, para vender e enriquecer. A verdade científica não é para todos. Na verdade a verdade não existe, ou melhor, existe sim, mas para cada pessoa diferente, pois os homens não são iguais, possui comportamentos e personalidades diferentes entre si.



    • O cientista:

    Como assim, não entendi?



    • O filósofo:

    Cada pessoa é um mundo. se para determinada pessoa algo é verdadeiro, pode ser que para outra, essa verdade não exista. Por exemplo, as verdades entre um católico e um muçulmano são verdades diferentes e, temos que respeitar a crença de cada um. Se essas crenças forem respeitadas, teremos um mundo melhor.



    • O cientista:

    Eu entendo o que queres dizer, porém é preciso confundir para conquistar. Não abro mão de minhas verdades, então segue a tua filosofia que não serve para mim e respeita a minha ciência.



    • O Filósofo:

    Perfeitamente,eu entendo que a ciência é muito importante para a humanidade. Que somos beneficiada por ela em determinadas ocasiões, mas eu só acho que poderíamos caminhar em busca dos mistérios do mundo juntos, coisa que a ciência não respeita. E, para finalizar eu te digo . O homem é um ser subjetivo, singular e com muitas crenças. Enquanto não entenderem isso, seremos um mundo dividido e selvagem.




    Um comentário:

    1. Mandou Ver!

      (Douglas, E.E. São Paulo, Noturno, 3° H, N° 18)

      ResponderExcluir